Lnove Notícias - A notícia exata do Maranhão

Terça-feira, 27 de Fevereiro de 2024
MENU

Notícias / Política

Maranhão no vermelho: Governo Brandão fecha 2023 com rombo de R$ 10 bilhões

Números apresentados pela Transparência Estadual, mostram que os gastos do governo superaram as receitas e o saldo negativo está muito além do esperado.

Maranhão no vermelho: Governo Brandão fecha 2023 com rombo de R$ 10 bilhões
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O governo do Maranhão apresentou um déficit primário de um pouco mais de R$ 10,5 bilhões em 2023, conforme dados da  transparência do governo maranhense. O déficit primário ocorre quando os gastos do governo superam a arrecadação com impostos, excluindo o pagamento de juros da dívida pública. Em outras palavras, representa um cenário em que o governo gasta muito mais do que deveria.

A receita do governo em 2023 foi de R$ 25,3 bilhões, e os gastos públicos somados os gastos da folha de pagamento dos servidores concursados e contratados ativos e também de aposentados e pensionistas que chegaram a RS 35,4 bilhões, ou seja, o rombo nas contas públicas do governo maranhense está muito além do pessimismo já esperado.

Embora o governo do Maranhão ter decretado em outubro do ano passado cortes de gastos em todas as secretarias por tempo indeterminado, proibindo criação de novos cargos, concessão de bolsas de estudos e grupos de trabalho em todas as esferas alegando a necessidade de equilibrar as contas públicas, a medida não foi a esperada.

As despesas do governo de Carlos Brandão (PSB), sem considerar a folha de pagamento, foi de R$ 23,3 bilhões e as despesas com a folha foi de um pouco mais de R$ 12 bilhões.

O governador Brandão em 2022 e 2023 chegou a culpar Lei Complementar 192/22, que prevê a incidência por uma única vez do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre combustíveis, inclusive importados, com base em alíquota fixa por volume comercializado, pela diminuição da arrecadação do Estado.

Créditos (Imagem de capa): Foto: Divulgação

Comentários:

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!