Lnove Notícias - A notícia exata do Maranhão

Terça-feira, 27 de Fevereiro de 2024
MENU

Notícias / Política

Flávio Dino passa na votação do Senado e será ministro do Supremo Tribunal Federal

Foram 47 votos a favor e 31 contra e o nome dele foi aprovado em votação na CCJ do Senado mais cedo e depois, no plenário da Casa.

Flávio Dino passa na votação do Senado e será ministro do Supremo Tribunal Federal
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O plenário do Senado aprovou na noite desta quarta-feira (13), a indicação do ministro da Justiça, Flávio Dino, para uma vaga no Supremo Tribunal Federal (STF), com votação secreta e o placar foi de 47 votos a favor e 31 contra.

Mais cedo, o maranhense e o subprocurador Paulo Gonet, indicado à Procuradoria-Geral da República (PGR), foram aprovados em votação na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), também com votação secreta com o placar em 17 votos a favor e 10 contra (Dino) e 23 votos a favor e 4 contra (Gonet). Dino e Gonet foram sabatinados pela CCJ em sessão que durou cerca de 10 horas. 

Dino recebeu o menor número de votos na CCJ desde a sabatina do ministro Gilmar Mendes, em 2002. Na ocasião, Mendes teve 16 votos a favor e 6 contra. Ao longo da sabatina, os dois procuraram se esquivar de polêmicas e de embates com a oposição. 

Agora, os dois aguardam os nomes a serem publicados no Diário Oficial da União (DOU), nos próximos dias antes do recesso parlamentar.

Quem é Flávio Dino?

Flávio Dino de Castro e Costa tem 55 anos, é advogado, ex-juiz, professor e político. Ele nasceu em São Luís (MA) e é formado em Direito pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e mestre pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Dino foi juiz federal entre 1994 e 2006. Também atuou como juiz auxiliar no Supremo, quando presidia a Corte o então ministro Nelson Jobim. Os juízes auxiliares trabalham nos gabinetes dos ministros, na análise de processos que chegam ao tribunal.

Em 2007, deixou a magistratura para exercer o cargo de deputado federal (2007-2011). Em seguida, assumiu a presidência da agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo (Embratur), no governo da ex-presidente Dilma Rousseff, entre 2011 e 2014.

 

Créditos (Imagem de capa): Foto: Reprodução

Comentários:

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!